Avaliando o acabamento em pisos de madeira (synteko ou similar) depois de 26 anos de experiência neste ramo e 52 anos de tradição, chegamos a conclução que o piso sintecado fica excelente, a resina tem uma grande durabilidade pois tem resistência e sua beleza dura por muitos anos, porém em muitos casos com o passar do tempo surge frestas (gretas) que é o maior problema.

A abertura das frestas, é um resultado da má instalação do piso, contudo, na maioria das vezes os clientes acreditam ser um serviço mal feito por parte do sintecador. Preocupado em esclarecer e solucionar futuros problemas, a SINTECO MÉDICE fornecerá informações importantes aos seus clientes que pretendem instalar o piso, e ter um bom resultado final.

E para aqueles clientes que já tem um piso que apresenta problemas iremos passar alguns conhecimentos que podem melhor ou até solucionar o problema.

PARA OS CLIENTES QUE VÃO INSTALAR PISO

Atenção

A madeira sofre altereções por interferência do clima e do ambiente onde é armazenada, se o local estiver úmido a madeira incha, e se o local estiver seco a madeira sofre retração.

 

  • Na hora da compra do assoalho, informe-se sobre as madeiras indicadas para piso e quanto a tonalidade de seu gosto.

  • A madeira deve estar seca, pois verde retrairá. Por isso compre de um fornecedor que lhe dê garantia.

  • Em caso de armazenagem, a madeira deve ser estocada de maneira uniforme, em local seco, ventilado e sem insolação direta. Se armazenada em local úmido ela absorverá a úmidade.
  • Em pavimentos térreos é necessário a correta impermeabilização do contrapiso, e o assoalho só deve ser instalado após a colocação das janelas, vidros, soleiras e portas externas.
  • Para a instalação do piso os barrotes já devem estar chumbados no contrapiso com espaço máximo de 40 cm entre eles. Lembre-se: a madeira absorve umidade, por isso o contrapiso deve estar totalmente seco (segundo as normas da ABTN o tempo de cura do CPII é de 28 dias).
  • Deve-se escovar (escova de aço) os barrotes para retirar as crostas de argamassa para dar aderência a cola. E proceder limpeza do local.
  • A cola deve ser usada nos barrotes e nos encaixes .
  • Deve-se pregar no macho, exceto na primeira e na última tábua.
  • É importante no ínicio da instalação deixar um espaço para a dilatação entre a parede e a tábua de no mínimo 1,5 cm (nunca encoste tábua na parede).
  • Após a primeira tábua alinhada, pregada e colada e com o espaço para dilatação, instalar a segunda tábua passando cola no barrote e no encaixe. E prega-lá somente após estiver muito bem prensada de forma que não fique nenhuma fresta (greta). Utilizar ferramenta correta para prensar, como por exemplos grampo de tensão.
  • Para a instalação da terceira tábua tem que soltar a prensa, e assim a segunda tábua irá fazer pressão para abrir a primeira junta, coloque a terceira tábua conforme a segunda e prense de forma que feche a primeira e a segunda junta. Proceda da mesma forma até a última tábua, sempre observando sempre as duas últimas juntas.
  • No final deixe também 1,5 cm de espaço para dilatação.
  • O espaço deixado para dilatação será escondido com a sobreposição do roda-pé.
  • Se o piso for prensado e bem fixado com cola, não deixando frestas (gretas), não haverá massa e sua dilatação será mínima que não irá aparentar, pois a dilatação será no conjunto, e o espaço deixado para dilatação será utilizado, contribuindo para não dar problemas. Assim sendo, não tendo greta, não terá massa, e assim a massa não solta com a dilatação do piso.

PARA OS CLIENTES QUE JÁ TEM O PISO INSTALADO E CONVIVEM COM PROBLEMA DE FRESTAS

  • O recurso a ser utilizado é fazendo a restauração do sinteco, porém adotar o procedimento de parafusar todo o assoalho de forma alinhada.
  • Limpar todas as gretas e preencher com cola, objetivando diminuir a movimentação das tábuas. Pois a movimentação das tábuas faz a massa soltar, e não existe ainda no mercado nenhuma produto que segure a movimentação. O ideal seria que o piso não tivesse frestas (gretas) e a instalação tivesse sido instalada como descrito acima.

TACOS

  • É conveniente que a instalação do taco seja feita com cola, pois com argamassa a madeira irá absorver a umidade, que irá provocar a expanção da mesma, após a secagem ela retrairá provocando a movimentação dos tacos que fará com que a massa do rejunte solte, aparecendo assim as frestas (gretas).
  • Para a fixação dos tacos em andar térrio, é necessário que o contrapiso esteja bem impermeabilizado, pois a umidade do solo tira a resistência da cola.
  • Em caso de ocorrência de tacos com frestas (gretas) devido a má fixação do mesmo, em muitos casos existe uma solução. Mas para isso é necessário nossa avaliação.onosco

Entre em contato conosco.

LIMPEZA E CONSERVAÇÃO

  • Durante os primeiros 30 dias: limpar apenas com pano seco ou aspirador de pó ou vassoura de pêlos; não utilizar pano úmido; evitar incidência do sol diretamente no piso; não colocar tapetes ou similares; colocar feltros nos pés dos móveis. Após 30 dias: limpar com vassoura ou aspirador de pó ou pano úmido.
  • Manchas de tintas, gordura, etc. devem ser removidas isoladamente pano molhado com água que pode conter sabão ou detergente neutro. Secando rápidamente o local .
  • Não utilizar sobre o sinteco ceras pastas e/ou líquidas e nenhum produto que contenha silicone em sua fórmula.
  • Quando o sinteco já está necessitando de restauração é comum algumas pessoas utilizar ceras como palhativo para prorrogar a restauração. É importante observar a fórmula das ceras a ser utilizada, pois não pode conter silicone, este produto poderá contaminar sua madeira, provocando problemas numa futura restauração. É importante observar que existem ceras no mercado que aplicada sobre o sinteco formam películas que ofuscam o piso, ocorrendo a mudança de cor, e assim ao invés de melhorar piora a situação.

 

Maiores informações sobre conservação visite o site : www.synteko.com.br, ou ligue 0800 701 4166

 

 

Sinteco Médice © 2008